Notícias Câmara

Os vereadores aprovaram dois projetos de lei, que garantem repasse de recursos para a área de saúde de Chapecó. Um deles, autoriza o Poder Executivo Municipal a repassar R$ 3,7 milhões para o CIS-Amosc (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Santa Catarina). O outro projeto, prevê o valor de R$ 6,2 milhões, que servirão para manutenção e custeio do Hospital da Criança.

O projeto de lei que tratou sobre recursos ao CIS-Amosc, deu entrada na Câmara de Vereadores e teve os pareceres das Comissões de Legislação, Justiça e Redação Final e de Finanças e Orçamentos. Com os pareceres favoráveis, o projeto foi ao plenário e teve a aprovação de todos os vereadores. Com essa decisão, o Município poderá contratar serviços e consultas especializadas, através do consórcio.

No caso de autorização de repasse ao Hospital da Criança, o valor de R$ 6,2 milhões é firmado com a Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira (administradora do Hospital da Criança). Os recursos serão repassados no período de 12 meses, nos exercícios de 2019 e 2020. O valor será destinado para o desenvolvimento das atividades, manutenção/custeio do hospital. Antes da aprovação em sessão ordinária, o projeto também teve pareceres favoráveis nas Comissões de Legislação, Justiça e Redação Final e de Finanças e Orçamentos.

O presidente do Poder Legislativo, Ildo Antonini (DEM), disse que são projetos importantes e que tiveram análises rápidas pelas comissões para que pudessem entrar na pauta de discussão e votação. “Projetos de recursos para a saúde precisam ser apreciados com bastante agilidade pelos vereadores. É garantia de melhores serviços e bons atendimentos para os usuários da saúde pública”, destacou.