Notícias Câmara


Os problemas estruturais do prédio onde funciona o Hemocentro Regional de Chapecó (Hemosc), motivaram o presidente da Câmara de Vereadores, João Marques Rosa (PSL), a apresentar uma Moção de Apelo ao Governo do Estado. O documento chama a atenção para algumas situações na estrutura do local e apela por melhorias de forma urgente.

A moção relata que em novembro de 2016, após o registro de fortes chuvas em Chapecó, o terreno apresentou rachaduras e abalo estrutural no muro que divide o Hemocentro e a Fundação Cristã de Deficientes. “O muro está prestes a cair, podendo causar algum tipo de incidente/acidente com as pessoas no local, caso não seja derrubado e construído um novo local de contenção”, explica João Rosa.

O presidente do legislativo, ainda conta sobre outra situação que se agravou com as fortes chuvas da época. “O local onde se encontra a fossa séptica cedeu, abrindo um buraco gerando transtorno e insegurança. É fundamental a construção de uma estação de efluentes adequada”. O vereador também lembra que outro fator considerado é a deficiência de acessibilidade (rampas de acesso ao hemocentro e calçadas adequadas).

No documento, o presidente da Câmara lembra que o Hemosc preza pelo excelente atendimento aos pacientes, doadores e comunidade com a qualidade nos serviços prestados. “Em função disso, as melhorias são necessárias para que a segurança, a acessibilidade e o bem-estar da população sejam garantidos”, destacou. As moções serão encaminhadas ao governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL) e ao secretário Estadual de Saúde, André Motta Ribeiro.