Notícias Câmara

A Câmara de Vereadores de Chapecó, durante sessão ordinária virtual, na segunda-feira (13), aprovou Moção de Apelo de autoria das vereadoras Astrit Tozzo (PSD) e Marcilei Vignatti (PSB). A proposição, apela que de forma excepcional ocorra a produção de merenda escolar na rede pública municipal de ensino, mesmo em período de suspensão de aulas. A intenção é que a medida atenda as crianças em idade escolar, que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

A Moção de Apelo justifica que muitas crianças têm na merenda escolar a maior fonte nutricional diária de alimentação. “Neste período de suspensão de aulas em razão da crise provocada pelo COVID -19, é preocupante a situação das famílias em vulnerabilidade social, que não tem condições de atender as necessidades básicas das crianças em idade escolar”, explica a vereador Astrit Tozzo.

A proposição ainda sugere que, em função das orientações do Ministério da Saúde, para evitar aglomerações, a refeição seja entregue de forma Delivery ou com horário agendado em local determinado pelo Poder Público. A vereadora Marcilei Vignatti, espera agilidade na medida. “Que sejam atendidas de forma imediata as crianças comprovadamente enquadradas em situação de vulnerabilidade social, mapeadas pela direção da escola”, ressaltou.

A moção foi aprovada por unanimidade e a partir de agora, será encaminhada ao prefeito de Chapecó, Luciano Buligon (PSL) e a secretária Municipal da Educação, Sandra Galera.